‘Professor dos Professores’
Página Inicial || Sobre este Site || Materiais de Estudo || Contato || Doações || Pedidos de Materiais
Preparando a Fundação || Desaprendendo o Mundo || Transferência do Treinamento

Sexo e Espiritualidade: Eles se combinam?


Sexo e Espiritualidade: Eles se combinam? Agora ESTE é um tópico que com certeza vai chamar muita atenção. Fui solicitado a compartilhar meus pensamentos sobre o tópico, levei a solicitação para orar. Aqui estão alguns dos pensamentos que vieram para minha mente.

A jornada espiritual é voluntária se é autêntica. Tudo que é real é vivenciado através da aceitação, e tudo que temporariamente parece ser real é vivenciado através do desejo e crença até o Despertar. O Espírito é Eterno, um Estado de Ser sem desejos, e o cosmos do tempo-espaço linear rodopia sem desejo. O objetivo da espiritualidade é vivenciar o Ser Imutável do Espírito, e este objetivo envolve dissolver a crença no sacrifício. Não pode ser um sacrifício real aceitar a Realidade, mas o processo do Despertar parece refletir a crença no sacrifico até o Despertar.

Sexualidade é uma entre as muitas experiências no linear contínuo do maya ou ilusão. Não é melhor ou pior do que qualquer outra experiência no contínuo, embora possa parecer ser elevado e glorificado ou rebaixado e referido como vergonhoso pelo ego. O desejo de receber e dar amor sexual a um parceiro é um sinal das crenças do ego e desejos ainda estão ativos. Porém, é possível e útil permitir que um relacionamento de comprometimento seja usado pelo Espírito para elevar essas crenças e desejos até a Luz interior, e com disponibilidade essas crenças e desejos desaparecerão e deixarão a mente em paz.

Provações e lutas em relacionamentos expõe a falsidade na mente e isto ajudará a tomar a decisão de última instância que abre o coração para a lembrança do Amor de Deus. A mente naturalmente irá superar os pensamentos corporais, porém enquanto o corpo parecer ser parte do ser, sua negação seria um uso inapropriado da negação. Quando a luta surge, exponha e libere as crenças e os pensamentos sem protegê-los e entregando-os ao Espírito Santo. Desejos múltiplos despencarão, porém isso não pode ser forçado até que a mente esteja pronta.

Expresse o amor e afeição conforme Orientado e permita que a mente receba isso, e simplesmente esteja disposto a entregar ao Espírito Santo qualquer coisa na mente que não pareça amorosa. Qualquer relacionamento é sobre o reconhecimento da Mente Única, e isto é descoberto à medida que se torna evidente que não há pensamentos que possam ser mantidos privados. Não mantenha segredos e assim fica evidente que só o amor pode ser compartilhado. Este Amor Divino está inteiramente além do corpo, mas tem que começar com como se percebe a si mesmo. Todos são dignos do Amor de Deus, e através da lição do perdão todos vivenciarão o que eles buscam lá no fundo.

O medo do apego é realmente o medo da intimidade. Este medo não é da intimidade sexual, mas é o medo de revelar o Ser Interior, acreditando que possa resultar na rejeição ou apego. O Amor e afeição são contidos por causa da crença em expectativas presa a elas. O Amor deve ser dado livremente para ser Amor, e é o mesmo com a afeição. Se há laços presos ao amor e afeição, há também expectativas não realizadas. Sempre se tem a oportunidade de se abrir e sentir como é bom estender o amor. À medida que se pratica estender e cultivar o amor expressando afeição como o Espírito Santo Guia, isso irá parecer cada vez mais natural. Haverá oportunidades Guiadas para isso e à medida que a mente permite que o Espírito Santo brilhe através dela o sentimento parece mais e mais natural. Antigas inibições são varridas para longe no nosso Propósito compartilhado. Os limites que uma vez foram colocados na mente começam a se afrouxar e dissolver. O motivo desloca do obter para o dar sem expectativas. E o sentimento de Conforto Guia falhar.

À medida que se faz o trabalho Interior do perdão, é sentido mais vibratoriamente sintonizado ao Espírito. E se traz à tona testemunhas para o estado da própria mente. Todos refletem o estado da mente que é mantido. O milagre demonstra o calor e a afeição que flui do nosso Propósito compartilhado. À medida que o propósito vem se tornar o foco parece que se está vestindo um sorriso quase o tempo todo. Observe os sorrisos e risadas por toda parte. Amor e afeição são evidentes quando o nosso Propósito é evidente.

Expressão sexual é bom ou ruim, útil ou prejudicial? Aquilo que se faz vem daquilo que se pensa, e é por isso que o Despertar é uma purificação do pensamento. Portanto, a mudança do comportamento nunca é a meta, pois o comportamento simplesmente segue o guia que a mente escolhe ouvir e seguir. Desejo sexual não é melhor nem pior do que qualquer outro desejo do mundo, porém o Despertar é um estado de contentamento que é sem desejos. Esta é a paz que excede o entendimento do mundo.

Todos os apetites são mecanismos de obtenção do ego, e fantasia é uma tentativa par fazer falsas associações e obter prazer delas. Conforme o milagre se expande e se torna consistentemente vivenciado esses apetites diminuem, enfraquecem e desaparecem. O ego foi a crença na falta, e todos os apetites aparentes refletiam esta crença. O ego tentou colocar vários comportamentos dentro de sistemas de julgamento moral e ético, porém na Perspectiva curada somente a integridade é vivenciada e o passado se foi. Não há hierarquia de ilusões, nenhuma ordem de dificuldade em milagres e nenhuma preferência na Expiação. O ego foi um erro e não pode ser quebrado em erro “agradável” e erro passível de “punição”, erro “moral” e erro “imoral”, erro “ético” e erro “antiético”. Celibato e monogamia e masturbação são somente conceitos do processo ao longo do caminho para esvaziar a mente de todos os conceitos, perdoando a ilusão, e Despertando para a Pura Unicidade. Sexualidade sagrada é uma contradição de termos porque o Espírito transcende inteiramente a forma e é impossível misturar o Espírito e a matéria.

Prazer e dor são o mesmo erro. O milagre transcende o erro ao mostrar a sua falsidade, sua impossibilidade. É impossível buscar o prazer sem encontrar a dor, pois ambos são o mesmo erro: a tentativa de reforçar a “realidade” do corpo e do mundo. Cristo é Espírito, não um corpo; e vivenciar a Mente Divina é esquecer inteiramente do corpo. Despertar envolve o treinamento da mente. Preste atenção aos pensamentos que vêm à consciência. Desapegue-se. Deseje a cura. Preferências são julgamentos, e conforme a mente se rende à Perspectiva do Espírito Santo que não julga, o Despertar é óbvio. Observe que enquanto os apetites parecem existir, existem defesas do ego de indulgência e repressão. Nenhum é melhor ou pior que o outro, pois são a mesma ilusão. O milagre oferece uma alternativa real e quando alguém está consistentemente com a mente voltada para o milagre, defesas não são mais necessárias.

Sexo em um relacionamento amoroso dedicado ao Espírito Santo e Orientado pelo Espírito Santo (neste sentido) é um ato de afeição e pode continuar a ser assim até que a mente tenha se tornado tão unificada no Propósito que não há mais fortes desejos ou desejos pela forma de qualquer tipo. Quando este estado sem desejo acontece há verdadeiramente o milagre da Expiação e Cristo é completado no Amor Divino do Conhecer Deus em Espírito. O milagre da Expiação transcende ou dissolve a atração à culpa na mente adormecida. Sexo para o propósito do prazer e gratificação sensual é uma motivação do ego, tentando reforçar a “realidade” do corpo, e isto sempre envolve a ilusão da culpa. À medida que se aprofunda no Despertar os desejos de qualquer coisa deste mundo evapora ou desvanecem - e a Alegria se irradia de dentro! Todas as necessidades ou faltas aparentes se foram no Amor Divino.

O ego usa o relacionamento para gratificação e o ego, sendo impulsivo e instável, não tem a concepção do compromisso. Compromisso com um relacionamento interpessoal monogâmico é um passo que o Espírito Santo pode usar (assim como com qualquer compromisso ou disciplina) para abrir a mente para um único compromisso ou compromisso final que se pode ter: aceitar a Expiação ou o Despertar para o Amor de Deus.

Eu tenho me referido ao propósito do ego para o relacionamento como “relacionamentos de copos descartáveis.” O ego parece jogar seus relacionamentos fora uma vez que ele parece conseguir o que ele pensa que ele quer e vai para o próximo relacionamento para um outro gole. Relacionamentos sexuais simultâneos ou relacionamentos “abertos” como são chamados simplesmente parecem adicionar à complexidade. Um relacionamento interpessoal monogâmico pode oferecer um prato cheio de oportunidades para expor e perdoar o ego, o desfazer do ego (perdão) é o único Propósito de todos os relacionamentos. A realização final (Auto-realização) é o reconhecimento que o Criador e a Criação compartilham o mesmo Espírito do Amor. No máximo, todos os relacionamentos perceptuais refletem o Amor de Deus, e este Amor Ágape inspira o perdão e os milagres.

A atração a um corpo é a atração à culpa. Iluminação é um reconhecimento do Espírito além do corpo e a experiência da Inocência Divina. O aparente “processo” do Despertar é um desaprender ou desfazer do ego no qual a mente é esvaziada de todos os conceitos específicos para abrir caminho para o perdão (vendo o falso como falso).

Impulsos milagrosos são o Chamado para retornar ao Lar, a Deus, porém eles se tornam distorcidos na consciência como apetites, fantasias e “mecanismos de obtenção” quando eles passam através do filtro do ego da falta e necessidade. O Amor Ágape não conhece a necessidade ou falta. O “amor” sexual romântico nasce da tentativa de encontrar o “amor” na forma. A verdadeira união abre comunicação e dissolve o filtro, permitindo que os impulsos milagrosos alcancem a consciência diretamente. O relacionamento é verdadeiramente somente um meio para trabalhar com milagres e estender o Amor e este Propósito mostra o corpo como sem significado e revela o Espírito como Tudo.

Aprender a dar, no sentido mais completo, retirará o senso de ter uma vontade separada da Vontade de Deus. Enquanto se apega a um auto-conceito tem que se querer tirar algo do lado de fora do Único Ser, e tem que se acreditar que é possível fazer isso. A missão com um parceiro sexual, e mesmo com todos que se encontra é aprender como dar totalmente, completamente, sem distinções ou condições de qualquer tipo. Todos estão invocando o Sagrado. Ouça cuidadosamente o Espírito, pois o que está se pedindo é o que todos estão pedindo. Dar e receber são o mesmo. Este é um caminho de devoção. Ao se devotar a uma única meta: o perdão, perde-se todo o senso de interesse separado e seres separados. Nenhuma solicitação é grande ou pequena demais nesta Perspectiva. Só pode se unir nesta Perspectiva, a Perspectiva do sonhador - nunca no sonho. O Amor não se opõe. Não há nada para se lutar, defender ou estar certo. E devoção requer confiança, pois a confiança no Espírito dissolve todas as dúvidas.

Até que a mente seja Despertada através do re-treinamento e re-tradução via Espírito Santo parecerá que existem causas no mundo. Fome, sede, desejo sexual e o desejo para estímulo parecem ser baseados no corpo e cérebro, porém eles surgem dos impulsos milagrosos distorcidos que passam pelas lentes da falta. Todos os medos e fortes desejos e necessidades são percepções da mente equivocada, porém respondendo ao Chamado para ser um trabalhador de milagres irá render muitos milagres e dissolver as lentes da falta. Até que as lentes da falta sejam dissolvidas completamente a mente adormecida vivenciará desejos incontroláveis, e os desejos ou são tomadas atitudes e temporariamente satisfeitos ou empurrados para baixo e negados na consciência. Nenhuma dessas abordagens irá satisfazer de uma maneira duradoura, porém milagres abrem a porta para a paz e alegria e liberdade e felicidade duradoura. Nos milagres todas as aparentes necessidades humanas são satisfeitas sem esforço. E o milagre final da Expiação traz um fim à crença na necessidade e falta e medo para sempre.

A percepção é seletiva. Pode se escolher direcionar a mente para o Propósito do Espírito Santo. É aqui que a Alegria entra. Não há sacrifício. O prazer deste mundo são fugazes, transitórios. Se alguém olhar para isso honestamente, verá que isso é assim. O prazer de uma comida deliciosa, uma cena prazerosa, o prazer de um orgasmo sexual - todos tem limitações do tempo. Eles começam e param. Não oferecem alegria duradoura. Não são realmente dádivas, porque são oferendas do ego. Eles perpetuam a amnésia do Ser Cristo. Os julgamentos do mundo fazem algumas imagens atrativas e a mente acredita que são valiosas e não quer deixá-las partir. Ela ainda está convencida de que são reais e, portanto, valoriza resultados que trarão as coisas que ela ainda quer. São como “ouro dos tolos”. Parecem muito bonitos, mas quando você os toca ou os abraça, eles se dissolvem porque não duram.

Deixe o Espírito interior Guiar em todas as coisas, momento a momento. O ego vai por água abaixo e é exposto nos relacionamentos, e alinhar-se com o ego traz experiências ilusórias de dor e prazer. Impulsos milagrosos distorcidos chegam à consciência como desejos incontroláveis, e neste sentido, desejos sexuais são o mesmo que desejos por comida, bebida, temperatura, estímulo, etc. Desejos incontroláveis sempre envolvem falta e preferências, e o milagre leva para além desta percepção distorcida do mundo. À medida que o sistema de crença do ego é questionado e exposto e liberado as “lentes da falta” são desobstruídas de todos os obstáculos à paz. Quando isso acontece os impulsos milagrosos são vivenciados diretamente na consciência como Amor e Chama pelo Amor. Integridade e completeza são características naturais da mente, e o milagre devolve essas características à consciência.


Página Inicial || Sobre este Site || Materiais de Estudo || Contato || Doações || Pedidos de Materiais

Teacher of Teachers in English

Sinta-se à vontade para compartilhar as idéias oferecidas aqui.Se você gostaria de participar distribuindo estes materiais,
entre em contato conosco.Nós adoraríamos te ouvir.

Política de Privacidade